Sua Presença On-line está caindo? Aqui estão 4 Razões do Porquê

nessabs21_76qf5139/ junho 7, 2017/ Blog, Marketing Digital/ 0 comments

Sua presença online não está gerando vendas? A colunista Mary Wallace estabelece quatro razões do porquê, e como você pode resolver isso.

O processo de compra mudou, e a tecnologia auxilia a manter esta mudança e evolução. Comunicação através do amplo leque de canais digitais (website, SEM, mídias sociais, email) não é mais uma opção. É um dever!

A presença online do seu negócio precisa atrair e converter prospects. Ela precisa engajar seus leads a viajar através de uma variedade de canais para gerar um ciclo de compra longo e complexo.

Comercialização e comunicação online tem se tornado um caminho estatístico (páginas de internet, pop ups e emails), porém para muitos, infelizmente, o marketing digital está deixando de alcançar o seu potencial máximo.

Apontar o dedo para as inovações tecnológicas é fácil, por exemplo, culpar a automação de marketing, os sistemas de gerenciamento de conteúdo ou qualquer outra das ferramentas e soluções existentes pela sua ineficiência.

É fácil dizer que a tecnologia está decaindo, e por consequência os investimentos em marketing não estão dando retorno. Mas a realidade é mais complexa, aqui estão quatro das maiores razões pela qual a sua presença online está decaindo e não está gerando vendas.

ENGAJAMENTO PELAS RAZÕES ERRADAS

Utilizar táticas de engajamento que não estejam alinhadas com os objetivos do negócio é um enorme desperdício de tempo e dinheiro. Muitas vezes, eu vejo empresas buscando engajamento de qualquer natureza, isto resulta em leads estagnados no ciclo de compra e de baixo volume no funil de vendas.

Ter um grande número de seguidores no Twitter ou um grande programa de distribuição de conteúdo é maravilhoso, mas não significa ter sucesso.

CMOs estão sendo avaliados pela capacidade de gerar vendas, e seguir uma marca ou fazer download de um material não é uma venda.

Seguidores são importantes, eles são seus defensores e irão estender a sua mensagem, porém focar no número de seguidores e não no seu engajamento e capacidade de conversão resulta em um ROI negativo do dinheiro gasto para gerá-los. Ele também desvia os olhares do marketing de importantes metas de venda.

COMPROMETIMENTO FRACO COM PROSPECTS

Gerar novos leads através da distribuição de conteúdo ou SEM é o começo da jornada de compra. Grande parte dos leads não estão prontos para comprar naquele momento.

Portanto, não usar um retargeting ou não nutrir estes leads com mais informação para trazê-los de volta para mais relacionamento é um desperdício do dinheiro gasto para encontrá-los.

Quando estes leads não conseguem viajar através do funil de vendas, pois são esquecidos durante o trajeto em algum lugar entre os setores de marketing e vendas, a reflexão negativa sobre a organização é inevitável.

FALTA DE CONTEÚDO DE QUALIDADE

Onde quer que eu olhe, os números mostram um aumento nos investimentos com marketing. As empresas estão gastando milhões para desenvolver conteúdos para contar sua história, gerar relacionamento com seus prospects e ajudar a converter estes leads em vendas.

E, no entanto, muito do que é utilizado para atrair, envolver e engajar leads são os conteúdos de capacitação para gerar vendas. Trata-se basicamente de recursos e funções, ou seja, com foco em vender algo, ao invés de tentar educar.

Tomemos, por exemplo, conteúdos de nutrição de top de funil. Eu pude ver mais vezes do que eu podia imaginar, webinars que utilizam 45 minutos para demonstrar seus produtos, ou briefs de produtos de 20 páginas.

O breakdown acontece quando os leads não estão engajados, e os prospects no funil se secam. Isso ocorre porque leads precoces no ciclo de compra não querem saber tudo sobre o produto, e eles também não querem que ocorram as vendas. Ao invés disso, eles querem saber quais as opções e o que eles consideram importante enquanto fazem suas pesquisas de mercado.

AS EQUIPES DE MARKETING NÃO ESTÃO VIVENDO O AGORA

Estagnação significa não ir onde seu cliente está, usando canais e formas diferentes de se comunicar online, resultando em um alcance baixo e ineficaz, gerando baixas quedas nas vendas e gastos desnecessários em comunicação.

A mudança está acontecendo rapidamente. Mobile é aqui … a internet das coisas é agora! Estes são apenas dois exemplos de onde os leads estão fazendo suas buscas, e os profissionais de marketing devem ir até lá para se comunicar.

Ser um telespectador, e não compreender e utilizar estes canais de comunicação pode resultar em um enfraquecimento dos negócios.

O filtro acontece de duas formas: Primeiro, seus concorrentes estão abraçando a mudança. E segundo, uma experiência de usuário ruim desencoraja o engajamento dos leads.

Considere que: Seu prospect usa aparelhos mobile para fazer buscas online e acaba encontrando seu website, mas o seu website não tem plataforma mobile com um design responsivo. As formas são difíceis de trabalhar, e a experiência se torna desconfortável. Resultado: seu lead vai se desengajar e cair fora do funil.

SUA PRESENÇA ONLINE DEVE CONVENCER

Manter seus clientes engajados através de canais de marketing digital é crucial para o sucesso do seu negócio, seja através do seu website, mídias sociais, ferramentas do Google ou email. Trata-se basicamente de dar aos seus clientes o que eles necessitam e precisam.

Ao mesmo tempo, trata-se de focar a atenção em dirigir seus leads através do funil para gerar vendas.

A complexidade do marketing continua a crescer com a expansão dos canais de comunicação e alongam o ciclo de compra. Cumprir as promessas de sua presença online é um must-do, que terá impacto sobre o seu negócio e assegurará o seu trabalho de marketing na mesa de reuniões.

Traduzido por Bruno Rodrigues Montemor

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*